» » Risco no Cabelo: 30 Inspirações para inovar

Risco no Cabelo: 30 Inspirações para inovar

Mudanças no nosso visual são sempre bem-vindas, e isso se refere a todos os públicos, inclusive para o masculino. Nesse caso, uma tendência que não para de crescer é a do Risco no cabelo, um detalhe que acaba fazendo bastante diferença.

Para conferir inspirações e também dicas sobre esse visual, siga conferindo o post logo abaixo, onde poderá encontrar tudo isso:

1. Quando falamos em riscos no cabelo, são literalmente riscos feitos com a máquina de corte para cabelos, demandando certa precisão para que fiquem da maneira desejada.





2. Essa é uma forma de se ver diferente sem que necessariamente precise mudar o corte com o qual está acostumado, podendo optar apenas por um detalhe mais estiloso que com certeza não vai passar despercebida.

3. O resultado inclui bastante modernidade, e por isso o risco no cabelo acaba sendo mais voltado para os jovens, que aproveitam essa possibilidade para usar mais da sua criatividade e ousadia.

4. O risquinho ainda pode ser ligado com outras mudanças. Por exemplo, perceba como ele fica ainda mais bonito com o corte em acabamento V.

5. Por isso, se estiver pensando em mudar o corte, pode seguir essa sugestão e fazer o risco justamente na parte de acabamento, fazendo com que fique bastante visível.

6. Outra possibilidade bastante utilizada é de fazer o risco na parte lateral do cabelo, podendo ser feito no lado que preferir de acordo com o que deixa mais visível em fotos, por exemplo.





7. Inclusive, essa é uma ótima ideia para quem prefere manter o cabelo mais curtinho, já que não terão fios caindo na região para atrapalhar que ela possa ser visualizada.

8. E é claro que apesar do nome, o estilo não se refere somente a um risco, podendo formas diferentes desenhos como ondas ou até mesmo letras, havendo muitas possibilidades.

9. Dessa forma, pode deixar o barbeiro usar a criatividade dele ou levar uma das referências presentes nesse post para servir como exemplo para ele do visual que deseja obter.





10. Até mesmo as crianças acabam fazendo parte da tendência, principalmente pela inspiração trazida por celebridades como os jogadores de futebol, que derão ainda mais popularidade ao risco no cabelo.

11. E pode ficar tranquilo, ainda que muitas pessoas tenham dúvida sobre, não existe nenhum significado negativo associado aos risquinhos, que possuem como único sentido uma mudança no visual.

12. Quem tem cabelo crespo ou cacheado também pode aderir ao risco no cabelo. O único detalhe é que nesses casos o mais indicado é que ele seja feito na região da nuca para que fique mais perceptível.

13. Inclusive, é uma ideia e tanto para quem tem corte americano, pois complementa bem o visual e te ajuda a fazer algo diferente enquanto espera o cabelo crescer mais, por exemplo.

14. Como esses casos envolvem um cabelo maior, mesmo quando o risco quando a parte onde o risco foi feito começar a crescer, ainda será possível dar um disfarce antes de voltar ao barbeiro.

15. Inclusive, vale citar que, de modo geral, o indicado é que o risco seja refeito a cada 2 ou 3 semanas. Esse é um detalhe que vai depender principalmente da velocidade de crescimento do seu cabelo.

16. E olha só que legal essa ideia onde o desenho formado é de um rostinho feliz. Ficou bastante moderno, principalmente em conjunto com o corte que por si só já é um modelo bem interessante para reproduzir.

17. Caso queira aproveitar cada espaço do cabelo, pode incluir um risco que vai desde a nuca até uma das laterais do cabelo, criando um desenho maior que consequente chama mais atenção.

18. Seguindo a mesma sugestão de um risco maior, podemos visualizá-lo com acabamentos diversos, a exemplo desse caso onde forma o V na região da nuca.

19. O mesmo acontece nesse caso, onde um outro V foi feito logo abaixo do risco principal, completando a mudança no corte de forma bem original.

20. Há ainda quem prefira traços mais retos, que também ficam legais, principalmente para quem tem um cabelo maior na parte superior.

21. Nesses casos o risco não fica tão visível assim, mas harmoniza bem com o restante do visual, passando uma ideia mais acentuada de profundidade.

22. A ideia é que o risco no cabelo seja feito logo após o degradê, que é justamente esse acabamento onde o cabelo é mais curto na nuca e vai ficando maior conforme chega ao topo.

23. Sendo assim, há etapas a serem seguidas, visto que primeiro o barbeiro vai se responsabilizar pelo degradê e formato geral do corte, para que somente ao final insira o risco.

24. E não precisa localizar o risco apenas em uma região, podendo fazer mais de um dele caso deseje. Na inspiração abaixo, foi feito na parte posterior e frontal do cabelo sem que houvesse conexão entre eles.

25. Uma tendência que surgiu associada a essa são os riscos na sobrancelha, seguindo a mesma direção do risco no cabelo e parecendo que se conectam de alguma maneira.

26. O trabalho do barbeiro acaba sendo ainda mais delicado nesses casos para que haja simetria entre as direções, gerando o efeito que é esperado para o corte.

27. É possível fazer tanto um quanto dois risquinhos, detalhe que depende do que você pedir. De ambas as maneiras poderá alcançar um resultado bem interessante.

28. Vale mencionar ainda que seguindo essa sugestão os riscos são feitos na diagonal, ou seja, acaba não havendo a possibilidade de mantê-los retos.

29. Enfim, já deu para perceber que as inspirações são muitas, não é mesmo? Então, com certeza poderá encontrar uma que te agrade mais para investir na mudança.

30. Esperamos que as nossas inspirações tenham sido realmente positivas para você, mostrando como pode aderir a ideia e dar um detalhe de estilo ao seu visual.

Atualizado em: 06/06/2024 em: Masculinos